home Carreira, Dinheiro Freelancers: Quanto cobrar pelo seu trabalho?

Freelancers: Quanto cobrar pelo seu trabalho?


Freelancers: Quanto cobrar pelo seu trabalho?
Freelancers: Quanto cobrar pelo seu trabalho?

A liberdade do trabalho como freelancer é excelente, mas é preciso estudar e ter muita dedicação para conseguir uma boa estabilidade apenas com o trabalho de freelancer. Uma das principais dúvidas que as pessoas estão começando a trabalhar como freelancer tem é quanto cobrar por hora ou por projeto.

Não existe um valor exato que deve ser cobrado por todos os freelancers. Alguns trabalhos como os de tradução têm valores tabelados, mas trabalhando nesse meio vemos que poucos são os que seguem os valores dessa tabela. Entretanto, temos que tomar muito cuidado para acabar não trabalhando de graça também.

Calculando os seus gastos

Antes de pensar no valor do seu trabalho, é preciso analisar os seus gastos mensais e descobrir quanto você precisa receber para passar o mês tranquilamente. Existem vários fatores que devem ser levados em consideração.

Gastos do trabalho

Um deles são os custos relacionados ao seu trabalho. Trabalhando como freelancer, você deve ter controle de toda a movimentação financeira e gastos relacionados ao trabalho. É preciso colocar na ponta do lápis tudo que você vai precisar para produzir e entregar os seus projetos.

Geralmente esses custos são: Assinatura da internet, programas específicos para executar o trabalho (Photoshop, Sony Vegas, AutoCAD, etc) e eletricidade.

Ao listar todos os seus gastos e o seu custo médio mensal, fica mais fácil definir quantos projetos você precisa para cobrir esses gastos. O ideal é que os seus custos relacionados ao trabalho não ultrapassem 30% da sua renda mensal.

Gastos pessoais

Ninguém vive só de trabalho, então depois de pensar nos seus gastos como freelancer, é hora de colocar no papel os seus gastos pessoais. Além de coisas básicas como alimentação, aluguel e contas, não deixe de colocar também uma parcela para momentos de lazer, seja uma viagem, assinatura do Netflix ou compra de jogos.

O melhor é que os seus gastos pessoais não ultrapassem 50% da sua renda mensal.

Dinheiro para emergências

Depois de definir as suas necessidades, separe 20% dos seus ganhos para emergências. Sempre tem aqueles meses que não conseguimos alcançar a nossa meta ou que ficamos doentes e acabamos tendo gastos a mais. Sempre deixe esse dinheiro guardado em uma poupança ou algum outro lugar que ninguém irá mexer, pois nunca sabemos quando iremos precisar.

Defina quantas horas você irá trabalhar

Pense em quantas horas você pretende trabalhar por mês, ou por semana. Uma boa opção é trabalhar no sistema de 30 ou 40 horas semanais como boa parte das empresas faz, mesmo que você não vá trabalhar nos horários convencionais.

Nesse tempo você não vai incluir apenas os momentos em que estiver desenvolvendo projetos. Inclua também coisas como procurar novos projetos ou responder e-mails.

Ao ter a quantidade de horas que você quer trabalhar e os seus gastos mensais, você já pode definir o valor da sua hora de trabalho. Para isso basta dividir o valor dos seus gastos mensais pela quantidade de horas que você irá trabalhar no mês.

Margem de lucro

Você também pode incluir no valor dos seus projetos uma margem de lucro de 10% a 30% para ajudar no crescimento do seu negócio ou para ajudar a segurar as contas nos meses em que você tiver poucos projetos.

Cobrar por projeto

Mesmo se você achar melhor cobrar por projeto é importante saber o valor da sua hora, pois uma das melhores formas de calcular o valor total de um projeto é fazendo uma estimativa de quantas horas você irá levar para concluí-lo.

Calcular o valor a ser cobrado da forma correta é muito importante para o sucesso do seu negócio como freelancer. Você verá pessoas cobrando preços absurdamente baixos, assim como pessoas cobrando valores muito mais altos do que os seus, mas cobrando muito pouco você não conseguirá se manter e nem evoluir como freelancer.

Veja também